Inscreva-se no Site

Inscreva-se no Site

Receba todas as novidades do Mestre da Obra, basta informar o seu e-mail.

Seu e-mail está 100% seguro, não enviamos publicidade.

Comprar ou alugar um imóvel? Veja minha Experiência

Comprar ou alugar um imóvel? Veja minha Experiência

Escolher entre comprar ou alugar um imóvel não se trata de números, mas sim de oportunidade. Em 2016, eu enxerguei a oportunidade de comprar um apartamento por R$120.000,00, que estava sendo negociado por R$140.000,00. ou seja, só no ato da compra, eu já economizaria R$20.000,00 reais.

Na época, eu já trabalhava como fiscal de financiamento de imóveis para bancos e por isso, eu sabia do potencial de valorização que o imóvel teria. Eu fiz um estudo e percebi que se eu reformasse aquele apartamento, eu poderia valorizá-lo ainda mais. Então, decidi parar de pagar R$1.100,00 de aluguel e tirei R$29.000,00 do bolso, comprei esse apartamento, financiei o restante e passei a pagar parcelas de R$900,00, menos do que eu pagava de aluguel na época.

Eu comprei e investi no próprio imóvel. E ainda bem! Há umas semanas atrás, um amigo meu que frequenta minha casa me ofereceu R$380.000,00 pela minha casa, com todos os móveis que tem dentro. Olha só: se eu vender a minha casa hoje, tirando os R$81.000,00 de financiamento, eu recebo em conta R$298.622,19!

Por isso eu digo que não depende de números, mas tem a ver com oportunidades.

Para explicar em detalhes, eu fiz um vídeo para o meu canal, o Mestre da Obra, que você pode assistir clicando aqui. Nesse vídeo, você confere os detalhes dessa conta toda, fotos da construção, da finalização do apartamento e mais. 

Na tabela abaixo, você confere os gastos que eu tive.

Comprei o apartamento por R$120.000,00, despesas de R$5.000,00 e R$29.000,00 de entrada. Para continuar o pagamento, fiz também um financiamento de R$91.000,00. Com uma parcela média de R$880,00, o financiamento era mais barato que o meu aluguel. Foram R$60.000,00 na reforma +  R$30.000,00 em mobília.

Sobre a localização:

Ao lado de 2 hospitais e 4 clínicas, este apartamento está no meio do centro clínico da cidade. Quando eu vi esse apartamento em uma localização tão boa sendo vendido a R$160.000,00, R$140.000,00, achei uma boa oportunidade. Pela localização, na época, talvez o apartamento já valesse 200 mil, mas ninguém tinha essa visão. Tanto é que hoje em dia, esses mesmos apartamentos estão sendo vendidos por R$220.000,00, R$230.000,00, sem a reforma.

Para efeito de conta, calculei quanto já paguei de parcela de financiamento e fiz a soma de gastos totais. Hoje, eu já gastei neste imóvel R$172.000,00. O valor de mercado do imóvel simples atualmente está de R$240.000,00 e hoje faltam R$81.000,00 para eu quitar.

Se eu descontar esses R$81.000,00 dos R$380.000,00 que ele me ofereceu, ainda me sobram R$299.000,00 mil reais. É um bom retorno, não é?

Isso se eu não tirar as parcelas do financiamento (já que se eu não tivesse financiado, eu estaria pagando aluguel, o que me teria feito gastar com moradia de qualquer maneira).

Se eu tivesse alugado…

Continuando a conta, se eu tivesse alugado, o valor médio de aluguel de dez/2016 a jun/2021 seria de R$1.281,48 (lembrando: quando eu comprei, o aluguel estava por R$1.100,00 e hoje está em torno de R$1.400,00, 1.500,00 reais).

Com o apartamento alugado, eu não faria a reforma e nem gastaria muito em uma mobília planejada. Por isso, coloquei R$10.000,00 para mobiliar o apartamento, naquela época.

De aluguel, eu teria pago então R$70.500,00. De financiamento no mesmo período eu paguei R$48.000,00.

E se eu tivesse investido o meu dinheiro?

Se eu tivesse investido R$80.000,00 em novembro de 2016 com um retorno de 1.50%, eu teria um retorno de R$195.457,48. Um ótimo retorno! Mas… conseguir essa taxa de retorno mensal é muito difícil. O que geralmente podemos conseguir em investimentos mais simples é uma taxa de 0.80%, que me daria como resultado, x

Então, eis aqui a minha opinião: invista em um imóvel. Isso porque além do investimento não ser algo cultural do brasileiro (eu duvido você investir todo mês R$100,00 certinho. Duvido. Agora, faça um boleto pra ver se você não paga direitinho…), não sabemos investir BEM. Não sabemos lidar com a bolsa e tudo mais. 

Investindo em um imóvel, você pode até não estar vendo a valorização do seu dinheiro, mas ela está ali.

Junte dinheiro por 30 anos e tenha sua casa própria ou junte dinheiro por 30 anos na tentativa de enriquecer. O que vai dar certo? O que, conhecendo seu próprio perfil, tem mais chance de dar certo? 

Gente, essa é a minha opinião. Posso estar certo e posso estar errado. Eu trouxe aqui a minha experiência que (coincidentemente ou não) reforçou essa linha de raciocínio, mas como eu disse, tem a ver com oportunidades. 

Você não precisa seguir uma linha de raciocínio que as pessoas falam que a gente tem que seguir. O que a gente tem que fazer é buscar as oportunidades. O dinheiro está nas oportunidades.

E quando aparecer a oportunidade, você tem que pegar ela.

Mas e aí? Me conta: o que você faria? Você compraria ou alugaria este apartamento? Investiria nele?

Inscreva-se no Site

Inscreva-se no Site

Receba todas as novidades do Mestre da Obra, basta informar o seu e-mail.

Seu e-mail está 100% seguro, não enviamos publicidade.

Sobre o Autor

Kleyson Orlando
Kleyson Orlando

Com mais de 1 Milhão de m² de área construída, Kleyson Orlando é Fiscal de Bancos, Perito Judicial, e um dos grandes especialistas da Construção Civil do Brasil.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.